.

Image
Rota dos Pioneiros

Tipo: Trilha Regional
Inicio: Parque Estadual do Morro do Diabo - SP
Final: Lago de Itaipu - PR
Modal: Caminhada, Bike e Aquático
Bioma: Mata Atlântica
TLC que faz parte: Caminhos do Peabiru
Estruturação da trilha: dividida em 3 regiões e 8 setores

Atrativo Observação de Aves
Atrativo Mirante
Atrativo Pico
Atrativo Observação de Fauna
observação de aves
mirante
pico
observação de fauna
 
Atrativo Cachoeira
Atrativo Banho
 
Atrativo Gruta
Atrativo Museu
Cachoeira
Banho
Gruta
Museu
Ficha Técnica
Distância: 388,8 km
Duração: 16 dias
Percentual implementado
30%

Descrição

O rio Paraná faz parte da história dos povos indígenas, exploradores espanhóis, bandeirantes portugueses e jesuítas. Foi palco de batalhas, rota de acesso, perseguição e de grandes escapadas. Esta região pertenceu ao governo paraguaio e à Espanha até meados do século 16. Em 1554 foi fundada a Ciudade Real del Guayrá a primeira cidade espanhola, bem perto daqui, onde hoje é Brasil. Desde 1610 os missionários Jesuítas se utilizavam do Rio Paraná para navegação. A região do Guayrá chegou a contar com 17 reduções Jesuíticas abrigando mais de 200 mil índios guaranis, que conseguiram se opor à ocupação de seu território até 1820. Uma das maiores epopeias foi o Êxodo Guairenho, quando cerca de 12 mil indígenas e 700 embarcações viajaram rio abaixo pelo Paranapanema e, em seguida, pelo Paraná fugindo dos bandeirantes. Neste último século, passamos pelos naufrágios das embarcações dos tenentes da Revolução de 24, até a os ciclos da erva mate e do café com a chegada dos “novos pioneiros”.

Vamos reviver essa história, com o desafio de percorrer o oitavo maior rio do mundo.

Significado da Pegada

A Rota dos Pioneiros adotou uma pegada com um bote/caiaque em seu interior atravessado por um remo na transversal. A escolha da marca e do nome remete à região do Corredor de Biodiversidade do Rio Paraná e de seus afluentes (Ivinhema, Piquirí e Paranapanema por exemplo) que foram palco de batalhas, rota de acesso (e de fuga) pelo interior do continente num processo de invasões e ocupação de grande importância, por motivo histórico e cultural que poderá ser revivido pelos visitantes. A escolha se deu também em vista das oportunidades de travessias que as nossas unidades de conservação oferecem, tanto por trilhas terrestres, quanto por trilhas aquáticas.
"A Maior Trilha Aquática do Brasil."
Movimento Rota dos Pioneiros

Informações Gerais

Vai navegar no rio Paraná ao longo da Rota dos Pioneiros? Então se liga nessas orientações. É importante segui-las para usufruir dos melhores pontos desta trilha aquática, com a devida segurança:
  • Contrate um guia: Primeiramente sugerimos a contratação de um guia experiente ou então procure se informar sobre o calendário de expedições.
  • Use um GPS: Acesso o nosso mapa e salve o percurso em seu GPS.
  • Carta náutica: Baixe a carta náutica da AHRANA - Administração Hidroviária do Paraná.
  • Consulte as autoridades ambientais: Consulte o ICMBio e o IMASUL sobre locais abertos à visitação e áreas permitidas para camping no interior dos parques.
  • Leve em seu caiaque: Colete salva-vidas, faca, apito de emergência, remo, remo reserva, água, lanches rápidos, barras de cereais, frutas, chocolate, isotônicos para hidratar, filtro solar, roupas para proteger do Sol e insetos, oculos de sol, luvas, boné, chapéu;
  • Primeiros socorros e remédios: Gaze, faixas, algodão, esparadrapo, antisséptico, analgésicos, antigripais, spray higienizante, remédios de uso pessoal.
  • Camping: Barraca, saco de dormir, isolante térmico, lanterna, bateria externa para equipamentos eletrônicos, produtos de higiene pessoal (papel higiênico, sabonete, creme dental...), utensílios (garfo, faca, colher, copo e prato), sabão e esponja.
Leve consigo essas informações em nosso guia que você pode baixar AQUI.

Trilhas Aquáticas

Trilhas Terrestres

Como Chegar

A sua aventura pode ter como início e fim qualquer um dos portos fluviais ao longo do rio Paraná. Utilize-os como ponto de apoio e acampamento. Em alguns destes locais você poderá encontrar água potável, alimentação e até abrigo. Procure se informar em seu planejamento.

  • Coordenadas: 22°34'22.53"S 53° 3'53.82"O - Balneário Municipal, Rosana|SP
  • Coordenadas: 22°40'2.62"S 53° 5'34.21"O - Porto Maringá, Marilena|PR
  • Coordenadas: 22°42'17.75"S 53° 9'5.99"O - Porto Eucalipto, São Pedro do Paraná|PR
  • Coordenadas: 22°43'7.13"S 53°10'40.26"O - Porto São José, São Pedro do Paraná|PR
  • Coordenadas: 22°55'7.68"S 53°39'11.16"O - Sede PE Várzeas do Rio Ivinhema|MS
  • Coordenadas: 23° 8'57.10"S 53°38'10.58"O - Porto Natal, Querência do Norte|PR
  • Coordenadas: 23°15'44.27"S 53°41'44.64"O - Porto Felício, Querência do Norte|PR
  • Coordenadas: 23°15'42.74"S 53°42'46.05"O - Porto Caiuá, Naviraí|MS
  • Coordenadas: 23°22'0.57"S 53°45'15.09"O - Porto Camargo, Icaraíma|PR
  • Coordenadas: 23°27'38.50"S 53°59'41.50"O - Praia da Amizade, Itaquiraí|MS
  • Coordenadas: 23°29'3.83"S 53°59'57.20"O - Porto Santo Antônio, Itaquiraí|MS
  • Coordenadas: 23°48'13.61"S 54° 5'49.50"O - Porto Morumbi, Eldorado|MS
  • Coordenadas: 24° 4'0.19"S 54°14'0.60"O - Porto do Cano, Guaíra|PR
  • Coordenadas: 24° 4'33.46"S 54°15'56.97"O - Centro Náutico Marinas, Guaíra|PR

Histórico

O lugar que hoje chamamos de “América” era habitado por 8 a 40 milhões de pessoas, distribuídas em tribos, povos e grandes nações. A Rota dos Pioneiros conta um pouco dessa história que começa no Morro do Diabo, vai até Guaíra e além, por onde passava o Caminho de Peabiru conectando os povos do atlântico até o pacífico.

Lançada oficialmente em 15 de setembro de 2019, a Rota dos Pioneiros teve como início e pedra fundamental um pequeno trecho terrestre de apenas 2.700 metros. Como parte das comemorações pelo fim do grande incêndio ocorrido naquele ano, a Rota dos Pioneiros surge como oportunidade de levar a comunidade a viver uma nova experiência no Parque Nacional de Ilha Grande e na Área de Proteção Ambiental das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná.

Estes foram os primeiros passos para aquela que viria a ser a maior trilha aquática do Brasil. Nos meses seguintes seria dado início ao trecho aquático da trilha. Com a adesão do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, a Rota dos Pioneiros se tornou uma espetacular realidade, mobilizando parceiros e voluntários.

O futuro próximo nos levará ao norte, cada vez mais próximo do Parque Estadual do Morro do Diabo, completando assim a região centro-norte desta rota. Ao sul seguiremos até a Trilha da Onça e à Trilha Caminhos do Peabiru no Parque Nacional do Iguaçu. Pelo Lago de Itaipu o nosso destino é o Marco das Três Fronteiras, próximo de onde começa a Rota Missioneira, na Argentina, por onde jesuítas e guaranis construíram um modelo único e utópico de civilização.

Curiosidades

  • A história da Província del Guayrá, palco de sangrentas lutas desde as primeiras reduções, atacadas sistematicamente até a sua destruição final merece ser conhecida nos detalhes, pois é a história de um modelo utópico de civilização único no mundo. As reduções jesuíticas eram, em sua maioria, autossuficientes e dispunham de uma completa infraestrutura administrativa, econômica e cultural que funcionava num regime comunitário, a exemplo de Villa Rica del Espírito Santo e da Ciudad Real del Guayra
  • Esta é a rota de rebeliões de grande alcance que, ao contrario do que se costuma veicular, eram impulsionadas pela reação indígena contra o Sistema colonial e a escravidão desde o início das primeiras invasões, contabilizando inúmeros os conflitos irrompidos durante todo o processo de conquista, a exemplo da Batalha de M’Bororé. E os movimentos de resistência Guarani não se evidenciaram apenas nas batalhas de defesa contra os ataques bandeirantes, mas também nas verdadeiras guerras travadas visando a expulsão dos estrangeiros, não poucas vezes pondo em risco a própria manutenção da colônia.
  • Passando pela rota dos pioneiros desfrute da hospitalidade da região. Seja quente ou seja gelado, chimarrão ou tereré, experimente essa tradicional bebida de origem Guarani: a Kaá'i (água de erva). A erva-mate (Ilex paraguaiensis), ou Ca'á em Guarani, tem sua origem em Guaíra e só depois de conhecida pelos espanhola foi intensamente contrabandeada para o Paraguai pelo rio Paraná.
  • Essa erva era proibida pelos Jesuítas. "Ai de quem se atrevesse por um pouquinho da bebida na boca, era pecado mortal na certa, seria excomungado quem se atrevesse desobedecer os Padres Jesuítas. Apesar das proibições de índios e espanhóis tomarem mate, quanto mais os Jesuítas proibiam, continuava-se a beber mate em escala cada vez maior", conta o Frei Pacifico em seu livro "Histórias da Região Del Guahyrá, Lendas e Vida de Frei Pacífico".
  • O mate é um poderoso estimulante rico em cafeína e mateína. Esta última é uma xantina alcalóide que não traz alguns efeitos indesejados. Por exemplo, o efeito diurético não é forte e ela não vicia. O mate verde parece estimular o seu corpo sem deixá-lo nervoso. Pelo contrário, pesquisas mostram que ele age como um tônico para o sistema nervoso central, melhora o humor e a concentração, reduz a ansiedade e previne a fadiga mental. O estimulante de erva-mate está diretamente ligado a termogênese, queima de calorias.
  • Os Guairenhos, nas suas lutas contra os inimigos, sempre se valiam da bebida. O Kaá'i transmitia mais ardor e mais vigor aos seus guerreiros.
  • Ao longo da Rota dos Pioneiros você cruzará o Trópico de Capricórnio. É um dos cinco principais círculos de latitude que marcam mapas da Terra. Delimita a zona tropical sul, que corresponde a um limite do solstício, que é a declinação mais meridional da elíptica do Sol sobre o equador celeste.
  • Quando for concluída, a Rota dos Pioneiros terá início no Parque Estadual do Morro do Diabo. O Pontal do Paranapanema, onde se insere o Parque, era inicialmente habitado por índios das etnias guarani, caiouá e caingangue. Até o início do século XX, a região era praticamente intocada pelos neo-europeus, apesar de as populações indígenas já terem sido reduzidas, devido à ação de bandeirantes, principalmente após a passagem de Manuel Preto e Raposo Tavares, em 1648. Em seu relevo destaca-se o Morro do Diabo, um morro testemunho na paisagem plana e que se eleva 600 metros acima do mar. Não se sabe ao certo as origens do nome dessa elevação, há algumas lendas, como a de que a região seria um cemitério indígena (nunca comprovado por expedições antropológicas) e de que homens brancos foram assassinados pelos índios da região na época do Brasil Colônia como vingança pelas atrocidades cometidas por bandeirantes.
  • Segundo quem já percorreu a trilha até o alto do morro, há em seu cume, esculpido em rocha, o trono do próprio diabo.
  • Uma parada estratégica é o Porto São José, em São Pedro do Paraná/PR. Aproveite, pois à partir deste local serão quase 50 km de água até a sede do parque. Quem vai a Porto São José pode conhecer o "fundão" uma fenda no fundo do rio Paraná que pode chegar a até 18 metros de profundidade. O ponto de saída para as equipes de mergulho é a cidade de Porto Rico/PR, localizada a poucos quilômetros ao sul.
  • Foi neste trecho do rio Paraná em que foram encontradas as embarcações dos revolucionários da Revolução de 1924, conhecida também como a "Revolução Esquecida". Neste local houve uma batalha e ali restaram com as embarcações, ossos, fuzis, grilhões, cartuchos e outras relíquias históricas.
  • Quer saber mais sobre nossas lendas e histórias? Há muito material interessante, filmes, livros, reportagens, documentários, sites e páginas nas redes sociais. Nossa história é surpreendente e nosso folclore riquíssimo. Tudo isso rodeado de uma natureza selvagem e exuberante que iremos mostrar nas próximas fotos.
Percorra a Rota dos Pioneiros e redescubra esse canto do Brasil!

Municípios

  • São Paulo: Teodoro Sampaio, Euclides da Cunha, Rosana.
  • Mato Grosso do Sul: Taquarussu, Jateí, Naviraí, Itaquiraí, Eldorado, Mundo Novo.
  • Paraná: Terra Rica, Diamante do Norte, Marilena, São Pedro do Paraná, Querência do Norte, Icaraíma, Altônia, Guaíra, Mercedes.
0KM
TRILHAS
0
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO
0
MUNICÍPIOS
0UF
UNIDADES FEDERATIVAS

Copyright © 2020
Associação Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso (Rede Trilhas)

Hospedagem: apoio Onlink