Image
Caminho Saint Hilaire

Tipo: Trilha Regional
Inicio: Conceição do Mato Dentro, MG
Final: Diamantina, MG
Ponto Culminante: Serra dos Cristais
Modal:
 Caminhada, Bike, Rotas Peregrinas e Equestre
Bioma: Mata Atlântica e Cerrado
Outros biomas: Ecossistema fitofisionômico campos rupestre
Significado e histórico da Pegada: Harmoniza com a logomarca do Caminho Saint Hilaire, remetendo as plantas que o naturalista Saint-Hilaire coletou na região.
Autor da Pegada: Luciano Amador Jr
Associação gestora da trilha: Instituto Auguste de Saint-Hilaire

Atrativo Observação de Aves
Atrativo Cachoeira
Cidades historicas
Atrativo Gruta
Observação de aves
Cachoeira
Cidades Históricas
Gruta
Experiencias Rurais
 
Atrativo Mirante
Observacao astronomicas
 
Atrativo Banho
Experiências Rurais
 Mirante
 
Observação Astronômica
 
Banho

Outros Atrativos:  Eventos tradicionais e Experiências gastronômicas.

O Caminho Saint Hilaire está inserido na Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço, chancelado pela UNESCO. O turista poderá ter a experiência da observação da multicolorida flora do cerrado em seus campos rupestres, com algumas espécies identificadas por Saint-Hilaire como o "Pau Santo", cuja a flor é símbolo do Caminho e o Rosmaninho, planta medicinal, do qual faz o Chá de Pedestre, que o Saint-Hilaire adotou como relaxante muscular para suas longas caminhadas.
Ficha Técnica
Distância planejada: 170 km
Duração:
De 11 a 15 dias para caminhantes e de 3 a 5 dias para ciclistas e cavaleiros, dependendo da vivência com o território
Distância implementada: 170 km - ainda não é possível realizar o trajeto autoguiado

Altitude máxima: 1260 m

Percentual implementado
100%
Contatos

Descrição

O georreferenciamento da Trilha Regional de Longo Curso Caminho Saint Hilaire levou em consideração a topografia do terreno, trilhas pré-existentes e valorização da beleza cênica a partir da pesquisa das obras que compõem os “Diários de Campo de Auguste de Saint-Hilaire”. O Caminho Saint Hilaire - CaSHi - tem aproximadamente 170km de extensão, de trilha pela Mata Atlântica e Cerrado, com os Campos Rupestres. Na média o CaSHi terá um nível moderado de dificuldade, sendo trecho de Conceição do Mato Dentro ao Serro 92km e do trecho Serro à Diamantina 76km. Foi planejado o seu marco zero a partir do bairro Bandeirinha, na cidade de Conceição do Mato Dentro, onde Saint-Hilaire partiu em direção à cidade de Serro: “Fui acampar [...] hospedaria Bandeirinha em frente à casa estava uma cruz com vários indivíduos de uma espécie de Furnarius, tinham construído os ninhos [...] pássaro que o constrói o nome é João-de-Barro[...]” (SAINT-HILAIRE, 2000, p.135). Marco Final do CaSHi é na Rua Direita na Casa do Intendente Câmara, Contratador dos Diamantes, em Diamantina, onde foi recebido, ainda o antigo Arraial do Tijuco.
O CaSHi percorre entre povoamentos oitocentistas, onde o turista poderá pousar e alimentar, nestas charmosas e tradicionais comunidades destacadamente: Córregos, Santo Antônio do Norte (Tapera), Itapanhoacanga, Mato Grosso, Pedra Redonda, Três Barras, Milho Verde, São Gonçalo do Rio das Pedras, Vau, Extração (Curralinho) e outros. Ainda podendo ter uma maior vivência no território ao herborizar como Saint-Hilaire fazia, explorando o entorno das comunidades, fazendo agora os roteiros circulares, conhecendo os atrativos de cada povoamento.
O CaSHi têm trilhas independentes: uma para caminhantes e outra para cavaleiros e ciclistas (praticantes do mountain bike e cicloturismo). Não é possível no momento fazer o trajeto autoguiado, por estar estruturando as trilhas com equipamentos de segurança e apoio, sendo necessário contratação de guias locais. As trilhas serpenteiam a Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço e em alguns trechos, as duas rotas se cruzam e unificam, fazendo a conectividade com as Unidades de Conservação, com destaque para: APA das Águas Vertentes, Monumento Natural Várzea do Lajeado e Serra do Raio. O Caminho Saint Hilaire está inserido e conectando dois Circuitos Turísticos: dos Diamantes pelas cidades de Diamantina, Serro e Alvorada de Minas e o Circuito Turístico do Parque Nacional da Serra do Cipó, a dois terroir do queijo artesanal de Minas Gerais: o Terroir do Serro, que engloba os território do Serro, Alvorada de Minas e Conceição do Mato Dentro e o Terroir de Diamantina e as duas bacias hidrográficas do Jequitinhonha e Rio das Velhas.
Caminho Saint Hilaire, uma História, um Território
Slogan da Trilha

Informações Gerais

O Caminho Saint Hilaire é um corredor Turístico, Histórico, Natural, Cultural, Gastronômico e Medicinal dos povos tradicionais. Em uma das mais belas regiões da Serra do Espinhaço Meridional, que conecta três cidades com maior potencial turístico: Diamantina, a cidade musical do Brasil, Patrimônio da Humanidade; Serro, cidade-berço da gastronomia mineira, da ilustre Chefe Serrana, Dona Lucinha (Maria Lúcia Clementino Nunes), que elevou a outro patamar a cozinha mineira (NUNES, 2010), e Conceição do Mato Dentro, uma das cidades referência para prática do ecoturismo e do cicloturismo de Minas Gerais. O turista que percorrer o CaSHi poderá vivenciar os conceitos do turismo de base comunitária, em vários segmentos turísticos como: ecoturismo, pela contemplação dos ambientes; de aventura, por meio do trekking, dos praticantes do cicloturismo para o mountain bike e do equestre; geoturismo, na observação da geodiversidade do Caminho; gastronômico, por apreciar a cozinha mineira e saborear os vinhos finos, os queijos, cervejas artesanais, dentre outros, agregando toda potencialidade cultural e histórica das comunidades e da exuberância natural da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço Meridional.
O turista que previamente quiser conhecer o território, suas especificidades e saber mais sobre o CaSHi, a fim de organizar melhor sua viagem, poderá consultar o livro produzido pelo Instituto Auguste de Saint-Hilaire com apoio da Embaixada da França: " Minas Gerais e Orléans, Olhares Cruzados no Caminho Saint Hilaire" pelo link do site: www.caminhosainthilaire.com.br/livro e fazer download gratuitamente.

Como Chegar

De Belo Horizonte Capital do estado de Minas Gerais, pegar a Rodovia Estadual MG10, até a cidade de Conceição do Mato Dentro, aproximadamente, 130 km de distancia, passado pela bela Serra do Cipó.

Histórico

A intenção primária e fundamental da concepção do Caminho Saint Hilaire é que una, de maneira definitiva, um território magnífico de belezas ímpares e complementares entre si, como se fosse um enorme quebra-cabeça: peça por peça, formando um mosaico deslumbrante de paisagens singulares e promovendo uma visão macro da região. O nome da Trilha surgiu pela busca de um elo de conectividade e sentido ao que se propunha para o território. Assim, o naturalista, Auguste de Saint-Hilaire (1779-1853) descortinou com toda a magnitude de suas anotações, disponíveis atualmente na forma de livros conhecidos como “literatura de viagem”, com inspirações que dão significado a tudo o que fora projetado. O Caminho Saint Hilaire homenageia este extraordinário cidadão francês de espírito aventureiro, que como naturalista despertou o interesse de conhecer novas paisagens ainda inexploradas. Assim em 1817, Saint-Hilaire, percorre a Serra do Espinhaço, onde a Trilha se constitui de um recorte do seu trajeto histórico no território.
Quando de sua passagem pelo território, iniciando pela Paróquia de Conceição, Vila do Príncipe e Arraial do Tijuco, atualmente cidades de Conceição do Mato Dentro, Serro e Diamantina, aqui, nas Minas Gerais, quando demonstrou sua grande afeição pela sua gente em decorrência do grau de cultura e hospitalidade encontrados, o que resultou em um importante registro histórico: “[...] Em toda a província de Minas encontrei homens de costumes delicados, cheios de afabilidade e hospedeiros[...]” (SAINT-HILAIRE, 1974, p.33).

Curiosidades

Destacada no Caminho Saint Hilaire encontra-se a ciência dos povos tradicionais, ou seja, os conhecimentos holísticos oriundos de técnicas ancestrais que tenham origem no território ou fora dele, mas que são incorporadas na região, como as culturas dos benzedeiros, raizeiros, ervarias, espagirias, terapias, dentre várias outras, que remete à ciência espiritual ou antroposófica que, segundo Bernardo Kaliks, “[...]baseia-se nos métodos das ciências naturais, que nos permitem penetrar em todos os detalhes da natureza física ou corporal do organismo humano[...] para o conhecimento das organizações vital, anímica e espiritual [...]”.
 

Livro

O primeiro livro sobre o Caminho Saint Hilaire acaba de ficar pronto! Acesse e conheça um pouco da nossa riqueza natural e cultural ao longo da trilha de longo curso pela Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço!



Baixar o livro
 

Unidades de Conservação

  • Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço
  • APA das Águas Vertentes
  • Monumento Natural Várzea do Lajeado e Serra do Raio

Municípios da Trilha

  • Conceição do Mato Dentro
  • Alvorada de Minas
  • Serro
  • Diamantina
0KM
TRILHAS
0
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO
0
MUNICÍPIOS
0UF
UNIDADES FEDERATIVAS
ptzh-CNenfrdeitjarues